Moda & Estilo – Inverno das Cores

Colorimetria valoriza o estilo pessoal em campanha lançada pelo shopping

Encontrar a peça perfeita para realçar a beleza pessoal pode ser desafiador. O mesmo vale para os tons da maquiagem e esmalte escolhidos para uma festa ou para o acessório usado para compor o look do dia. O estudo da valorização pessoal através dos diferentes tons está em alta e atende pelo nome de colorimetria.

O tema é foco de campanha Moda & Estilo – Inverno de Cores que o Itajaí Shopping lança neste dia 15 de julho para celebrar a estação do frio e gerar conhecimento focado em moda e estilo. Dicas e tendências sobre coloração pessoal vão tomar conta das mídias sociais e do mall do empreendimento, que conta com um mix de grandes marcas como Arezzo, Chilli Beans, Clube Melissa, Hering, JCanedo, La Mandinne, Lez a Lez, Mormaii, Pop Me, Renner, Riachuello, Urban Man, Vivara e Youcom, entre muitas outras.

Ao longo da campanha, o público será convidado a interagir com o tema e responder algumas perguntas no Instagram do empreendimento, tanto no feed quanto nos stories.

Coloração muda tudo

Os estudos sobre colorimetria começaram na virada para o século XX, com artistas como Chevreul, Ostwald, Munsell, Itten e Dorr. Eles foram potencializados nos anos 20, com a escola artística Bauhaus, e pavimentaram os raciocínios sobre coloração pessoal. No final dos anos 80, o conhecimento acerca do tema estourou com o livro de Carole Jackson, Color me beautiful, que impactou milhões de americanas e se intensificou com a profissão de personal styling, que estava nascendo na época. Carole simplificou as ideias baseadas nas quatro estações: primavera, verão, outono e inverno, trazendo as tabelas correspondentes para cada uma.

A colorimetria se baseia em combinar as cores pessoais (pele, cabelos, pelos e olhos) com a de possíveis roupas e acessórios, de modo a entender como alcançar mais harmonia e valorização no resultado final. Na análise dos tons, são estudados a temperatura (quentes ou frias), a profundidade (claras ou escuras), a intensidade (vívidas ou opacas) e o nível de contraste (baixo, médio ou alto).

Voltar